• Home
  • Notícias
  • Autismo foi tema de capacitação promovida pelo Agros

Autismo foi tema de capacitação promovida pelo Agros

Publicado em

Nos dias 19, 20 e 21 de agosto, o Semente – Serviço Agros de Atenção à Saúde Mental promoveu o curso Capacitação sobre  Autismo: dos sinais de risco ao tratamento. “Como estamos iniciando estas ações no campo da promoção de saúde, entendemos que o tema Autismo seria primordial para este começo, tendo havido, inclusive, uma demanda neste sentido por parte de alguns beneficiários do Instituto”, explica a psicóloga do Semente, Vanilda Tibúrcio.

O curso foi ministrado por Erika Parlato, psicanalista, com pós-doutorado no Hospital Pitié-Salpetrierre, na França, na área de Psiquiatria Infantil, atualmente professora da Faculdade de Medicina da UFMG e co-coordenadora nacional do PREAUT Brasil e por Rosely Gazire, psicóloga psicanalista, membro da Escola Freudiana de Belo Horizonte e co-coordenadora do PREAUT Brasil Minas Gerais. Durante a capacitação elas apresentaram o Programa de Pesquisa e Avaliação de Autismo - PREAUT para uma plateia composta majoritariamente de profissionais da saúde e da educação.

Erika e Rosely explicam que essa troca de experiências entre profissionais que estão no dia a dia da criança, é fundamental para que eles possam ter um olhar diferente: “são as pequenas observações que podem fazer a diferença, possibilitando a interversão muito cedo, já que a partir do quarto mês de vida já pode ser identificado algum sinal”, comenta Rosely.

A capacitação é uma continuação de atividades que começaram em setembro de 2015, com a palestra Um Olhar Sobre o Autismo Infantil, ministrada pela psicanalista e supervisora do Semente Nádia Figueiredo. “Já na época nossa intenção era sensibilizar os profissionais, principalmente os de nossa rede credenciada, para a questão do sofrimento psíquico na primeira infância. A partir da avaliação feita após essa primeira iniciativa, entendemos que era preciso envolver pais de crianças autistas nesta ação, porque eles, assim como também as próprias crianças,  têm muito a nos ensinar sobre esta condição tão complexa”, diz Vanilda, lembrando o que falou a palestrante à época.

Márcia Pônzio, gerente de Saúde, diz que o desejo é que o Semente transborde seu conhecimento para fora do Agros: “queremos promover ações que possam influenciar e capacitar o público que vai envolver os nossos beneficiários, e o Semente pretende contribuir para melhor articulação e troca de conhecimentos e práticas  em saúde mental. Queremos fazer um bom ‘casamento’ do Semente com os profissionais da rede credenciada e os educadores, de forma que os profissionais da equipe multidisciplinar do serviço possam compartilhar o conhecimento adquirido em saúde mental para que nossos beneficiários tenham uma melhor qualidade de vida”, explica Márcia.

                                     Parte do público participante da Capacitação sobre Autismo 

Clique aqui ou na imagem acima para conferir alguns registros dos três dias de atividades da Capacitação sobre Autismo. 

PREAUT Brasil

Fundado em 1999, na França, pelo Dr. Jean-Louis Sarradet, o Programme Hospitalier de Recherche Clinique começou seu projeto com a pesquisa “Avaliação de um conjunto coerente de instrumentos de determinação precoce da comunicação que pode prever um distúrbio grave de desenvolvimento tipo autismo”. Tal pesquisa desejava elencar e observar sinais de risco que pudessem indicar autismo.

Em 2007, grupos de diversas partes do Brasil se uniram para desenvolver o PREAUT Brasil. A proposta era identificar perturbações precoces de comunicação na interação pais-bebês e seus impactos na saúde na primeira infância. “A proposta do PREAUT é que a gente veja essa criança de forma singular, tratando-a de forma respeitosa para que ela possa desenvolver o potencial dela”, acrescenta Erika Parlato.

O PREAUT não acredita em níveis de autismo. Segundo as psicanalistas, ou se é ou não se é autista. Erika e Rosely acreditam na singularidade do indivíduo, inclusive no desenvolvimento do autismo e de demais transtornos mentais. “A sua inteligência vai fazer com que a pessoa te escute e pense que você é um autista leve. Você é inteligente, mas ainda é autista. O autista grave, que tem um déficit cognitivo associado, ele também é autista. Não existem níveis na nossa proposta. Isso porque nós temos uma direção da singularidade, da particularidade de cada um. Não existe a ideia de ficar comparando um com o outro. Dentro desse conceito de espectro autista (onde se poderia ter níveis diferentes de autista, do mais leve ao mais grave), aquela criança quieta, tímida, muito centrada, que tem dificuldade de brincar com os colegas, vai entrar nesse espectro e as vezes é só um caso grave de inibição, as vezes é só o jeito dela”, explicam.

Semente

Com a criação do Pró-Saúde – Plano de Ações Integradas em Saúde, em 2004, o Agros vem promovendo ações que visam a promoção da saúde tanto física, como mental. Ainda em 2004 foi criado o Semente - Serviço Agros de Atenção à Saúde Mental, que conta com uma equipe interdisciplinar e tem como uma de suas premissas o desenvolvimento de ações de inclusão social e de reflexão sobre a doença mental. Para o Semente, ampliar o acesso às informações e reflexões sobre o tema pode possibilitar ações mais “preventivas”.

Pensar em prevenção em saúde mental, porém, é tarefa complicada e controversa, de acordo com Vanilda Tibúrcio, uma vez que “o sujeito psíquico se constitui de maneira muito singular. Um acontecimento que faz marcas importantes para uma pessoa pode ter pouca ou nenhuma relevância para outra. O desafio para os profissionais é identificar sinais de risco para o desenvolvimento infantil o quanto antes, para intervir o mais cedo possível. No entanto, é importante ressaltar que, identificar sinas de risco não é fazer diagnóstico precipitadamente”, esclarece a psicóloga.

Ações como a Capacitação sobre Autismo marcam, no Semente, uma fase de mais troca e diálogo com profissionais e beneficiários do Instituto, interessados nos temas em discussão. 

 

Agros: previdência, saúde e qualidade de vida no presente e no futuro!