• Home
  • Notícias
  • Encerramento dos atendimentos pelo convênio Agros/DSA

Encerramento dos atendimentos pelo convênio Agros/DSA

Publicado em

Os atendimentos aos beneficiários do Agros na Divisão de Saúde da UFV (DSA), em Viçosa, serão encerrados no dia 31 de março. A partir dessa data, os beneficiários devem procurar atendimento com os profissionais da Rede Credenciada da cidade.

A UFV continuará a oferecer atendimento a seus funcionários ativos e aposentados e aos dependentes diretos, além de estudantes. Entretanto, algumas especialidades e exames que eram oferecidos graças ao convênio não serão mais ofertados e os agregados (filhos com mais de 18 anos ou de 24, caso estudantes; filhos casados; netos) não poderão utilizar os serviços oferecidos na DSA.

Florestal

O Agros e a UFV estão avaliando formas de manter os atendimentos da equipe contratada pelo Instituto no Setor de Saúde do Campus de Florestal. Estuda-se a possibilidade de realização de comodato com a UFV para a disponibilização de espaço no Setor de Saúde para que os especialistas contratados pelo Agros (rede direta) mantenham os atendimentos exclusivamente aos beneficiários. Considerando a inexistência de rede credenciada na cidade de Florestal, a paralisação dos atendimentos traria falta de atendimento em atenção primária, devido à dificuldade de acesso à rede em outras cidades da região pertencentes à área geográfica de abrangência do plano. Como o assunto ainda não foi decidido, a orientação é que os participantes acompanhem as novidades pelo site do Agros ou obtenham informações com a Gerência de Relacionamento.

Entenda o caso

O encerramento da parceria foi determinado pelo CDE em razão de uma série de denúncias e ações judiciais de participantes e da Associação de Servidores Administrativos da UFV (ASAV) junto a órgãos de fiscalização (Previc, no caso da Previdência, e ANS, no caso da saúde) e controle do governo federal (TCU) e na justiça comum.

O Agros contestou as ações judiciais das quais foi notificado e enviou toda a documentação solicitada pelos órgãos de fiscalização e controle. A ANS declarou não haver nenhuma irregularidade no atendimento assistencial realizado pela parceria; a Previc determinou a adequação do Convênio de modo que os profissionais contratados pelo Agros atendessem apenas os participantes Instituto. O TCU, entretanto, questionou as bases legais e as verbas utilizadas pela UFV para atendimento na parceria, e ainda não se manifestou após a entrega dos documentos solicitados.

Diante da decisão do CDE, a diretoria do Agros solicitou à Previc seis meses para cumprir todos os requisitos trabalhistas para o efetivo encerramento da parceria, no que foi atendido. 

 

Agros: previdência, saúde e qualidade de vida no presente e no futuro!