• Home
  • Notícias
  • Suspensão temporária de parcelas de empréstimo pode ser solicitada até 17 de julho

Suspensão temporária de parcelas de empréstimo pode ser solicitada até 17 de julho

Publicado em

O Conselho Deliberativo do Agros definiu que participantes e pensionistas com contrato de empréstimo ativo podem solicitar a suspensão das parcelas de empréstimo referentes aos meses de junho e julho, desde que as solicitações sejam feitas até o dia 17 de julho.

Confira abaixo as datas limites para solicitação:
 
Para suspender as prestações de junho e julho/2020:
Assistido Agros – solicitar até 19 de junho
Demais participantes  - solicitar até 23 de junho
 
Para suspender a prestação de julho/2020:
Assistido Agros – solicitar até 22 de julho
Demais participantes - solicitar até 24 de julho
 
O objetivo de contribuir para reduzir eventuais impactos financeiros causados pela pandemia do coronavírus no dia a dia dos participantes.
 
 
Condições para aprovação da suspensão de cobrança das prestações:
  1. Preenchimento e assinatura de requerimento formal;

  2. O contrato de empréstimo deverá estar adimplente. Caso algum dos contratos em vigor esteja inadimplente, este inviabilizará a autorização de suspensão.

  3. Cumprimento de exigências e normativos para empréstimos

Fique atento:
  1. No período de suspensão das prestações, o empréstimo será corrigido normalmente de acordo com as taxas contratadas. A correção será incorporada ao saldo devedor do contrato.

  2. Passado o período de suspensão da cobrança, o prazo restante do contrato será aumentado com a mesma quantidade de prestações em que foi suspensa.

  3. Os contratos frutos de acordo ou sentença judicial não terão suspensão do prazo firmado.

  4. A suspensão do pagamento é uma opção do participante ou pensionista. Antes de fazer essa opção, é importante analisar se ela é realmente necessária. Vale lembrar que o empréstimo foi concebido para ser liquidado em um prazo determinado na sua contratação. Quando ocorre a interrupção do pagamento de prestações, o saldo fica maior, já que continua a ser corrigido sem que haja amortização de prestação.

 
O Agros fará a análise das solicitações e a suspensão da cobrança será autorizada apenas se forem cumpridas as condições acima e as demais exigências estipuladas no regulamento de empréstimos, demais normativos do órgão fiscalizador e análise de risco da carteira de empréstimo.
 
Para solicitar a suspensão da cobrança de parcelas:

Clique aqui para acessar o requerimento de suspensão da cobrança de parcelas.

Ele deve ser impresso, preenchido e assinado pelo participante ou pensionista e, em seguida, encaminhado para o e-mail gre@agros.org.br, com o assunto “Suspensão mensalidade de empréstimo”. Junto com o requerimento é preciso enviar uma cópia de documento de identidade, para validação da assinatura.

 

Agros: previdência, saúde e qualidade de vida no presente e no futuro!