Perguntas Frequentes

Previdência - Transformação do Plano B

Clique aqui para conhecer a íntegra do acordo assinado entre o Agros e a União. 

 

O Plano B é da modalidade de Benefício Definido. É um plano mutualista e os benefícios de suplementação por aposentadoria e pensão são vitalícios. Para garantir os benefícios previstos no regulamento (por exemplo, suplementação de aposentadoria por idade ou invalidez, pensão por morte do assistido do Agros; auxílio-natalidade e funeral, complementação de aposentadoria, pecúlio, dentre outrosetc), o plano recebe contribuições mensais do participante, de valores que podem aumentar ou diminuir ao longo dos anos, de acordo com cálculos atuariais feitos periodicamente. As contribuições vão para uma espécie de “conta conjunta” do plano, que é utilizada para o pagamento dos diversos benefícios. Se faltar dinheiro para arcar com os compromissos, por exemplo, os custos devem ser repartidos com todos os participantes, assistidos e pensionistas, inclusive com o patrocinador, que é a UFV.

No novo Plano de Contribuição Definida, a mutualidade não existirá mais. Como o próprio nome diz, no novo Plano a contribuição é definida, mas o benefício não. Nele, o participante escolhe o valor da sua contribuição mensal e os benefícios a que terá direito são definidos de acordo com o que ele acumular ao longo dos anos e com a rentabilidade do plano. O participante tem mais autonomia para administrar os recursos financeiros acumulados. Caso a reserva do participante não seja suficiente para manter o nível do seu benefício, haverá redução da sua renda mensal, por isso, especialmente nesse plano, o planejamento financeiro é muito importante. 

Participante é aquele que, de acordo com as condições estabelecidas pelo regulamento, é admitido no plano de benefício como titular. Já beneficiários são os dependentes dos participantes. 

Não. A transferência dos participantes e beneficiários para o novo Plano será automática e obrigatória. Ela faz parte do acordo assinado pelo Agros com a Previc e Ministério da Economia. 

Após ser avaliada e aprovada pela Previc, a transferência para o novo Plano de Contribuição Definida será obrigatória para todos os participantes e assistidos do Plano B.